You are currently browsing the tag archive for the ‘educação ambiental’ tag.

Discussões, sugestões e conscientização para o uso racional da água e preservação das bacias hidrográficas. Esse foi o principal resultado da XX Feira do Verde. Por lá, passaram mais de 200 mil pessoas que aprenderam sobre a importância dos rios, em especial o Santa Maria da Vitória e Jucu, que abastecem a Grande Vitória.

foto: Samira Gasparini

A Feira terminou no último domingo (15) na Praça do Papa após mais de 80 horas de palestras, debates e seminários, que chamaram a atenção para a situação dos rios e suas nascentes com o tema Bacias Hidrográficas: O Reino das Águas. Nos mais de 11 mil metros quadrados de área montada, destaque para o estande da Prefeitura de Vitória, o mais visitado por crianças e adultos encantados com um túnel que mostrava todo o percurso do rio Santa Maria, com a utilização de painéis, além de uma foto aérea gigantesca de todo o município gravada no chão, onde as pessoas, hipnotizadas, procuravam pontos conhecidos da Capital.

Durante a Feira, foi entregue ainda o 14º Prêmio Tião Sá que reconheceu pesquisas e projetos na área ambiental. O secretário de Meio Ambiente de Vitória, Roberto Valentim, destacou que a feira, além de discutir os grandes temas voltados para a preservação das bacias, conseguiu despertar nas pessoas a consciência pela preservação e manutenção da água no dia a dia.

Leia mais.

Anúncios

Mais fotos no Flickr da Prefeitura.

Mais fotos no Flickr da Prefeitura.

A XX Feira do Verde termina neste domingo (15) e, em seu último dia, o evento traz ao público uma programação especial, voltada a todos os públicos e, principalmente, às famílias capixabas e turistas.

Para quem busca informação aliada ao debate e ao conhecimento, das 9h às 16h o auditório Rio Santa Maria da Vitória abre suas portas para representantes de todas as regiões do Estado, na mesa-redonda “Os Comitês de Bacias do ES – problemas e soluções para a gestão democrática e sustentável”.

Participam dessa mesa comitês de bacias hidrográficas de diversas partes do território capixaba, como as bacias dos rios São José, Rio Itaúnas e Guandu, Santa Maria do Doce, entre outros. No espaço anexo, vídeos e documentários prometem chamar a atenção de cinéfilos e admiradores da “sétima arte”.

teatro2

foto: Samira Gasparini

Das 9h às 15h o auditório Rio Jucu apresenta os vídeos ambientais “Ibio Diversidade” e “Arte Evidência”. Há também a exibição do documentário “Jacarezinho” e, como encerramento, a palestra “Evolução das comunicações e o lixo eletrônico”, ministrada pelo Museu do Telefone.

Enquanto isso, no agitado Espaço Tenda, nada menos do que oito atrações fecham com “chave de ouro” o último dia da Feira. A partir de 9h até 15h25 estão programadas diversas apresentações, entre elas o divertido “Espetáculo Circense”, marcado para acontecer em dois horários, às 10h e as 14h45.

O sábado de céu claro e muito sol não foi empecilho para que a XX Feira do Verde ficasse cheia.

Desde cedo o movimento foi intenso e o que pode-se notar foi a presença de pais com crianças bem pequenas, de dois e três anos, visitando os estandes da Feira e participando das várias atividades. Alguns alunos também estavam presentes com as professoras.

Entre as atrações que mais chamaram a atenção dos pequeninos estavam o globo terrestre, apresentações teatrais, e os desenhos animados exibidos na sala de cinema. Quem ainda não foi à Feira do Verde poderá ir até este domingo (15), último dia do evento.

teatro

foto: Samira Gasparini

Na programação haverá apresentação de vídeos ambientais, documentários e palestras, como a da Evolução das comunicações e o lixo eletrônico (15 horas). A entrada é gratuita.

Vitória vai ficar mais bonita, e ainda vai ampliar sua atuação na área de educação ambiental. Tudo isso vai ser possível graças a uma parceria entre a Prefeitura de Vitória e o Instituto Roberto Kautsky para a criação de uma área dedicada às orquídeas.

A assinatura do termo de compromisso para a concretização desse espaço acontecerá neste sábado (14), às 14h, na Feira do Verde, no auditório Rio Santa Maria. Participam da solenidade o prefeito da cidade, João Coser, e o naturalista Roberto Anselmo Kautsky. O Portal das Orquídeas, como será chamado, ficará no Parque Pedra da Cebola e será reservado à exposição permanente de exemplares das diversas variedades de orquídeas encontradas nas florestas capixabas.

orquídeas

foto: Samira Gasparini

O espaço ainda receberá a apresentação de acervos relacionados, realização de encontros e conferências, além da promoção de publicações e outros produtos que resultem na valorização do patrimônio natural e cultural do Espírito Santo.

Fundado em agosto de 2003, o Instituto Roberto Kautsky tem o objetivo de desenvolver ações de recuperação e preservação do meio ambiente, inspiradas na história e no trabalho do naturalista Roberto Anselmo Kautsky. O instituto localiza-se no município de Domingos Martins, na região serrana do Estado, onde Kautsky transfomou seu sítio numa reserva natural, onde protege as plantas e os bichos da Mata Atlântica, mantendo-o aberto a visitação.

Leia mais.

Mais fotos no Flickr da Prefeitura.

A XX Feira do Verde vai até domingo (15) e programação é o que não falta. Além dos seminários e da II Mostra Científica-Ambiental-Cultural, os estandes estão cheios de informações para os visitantes. São vários os artifícios usados para mostrar que o problema da água é o grande desafio do século XXI.

Um exemplo é uma maquete gigante que retrata o tema da feira: Bacias Hidrográficas: O Reino das Águas, e mostra o funcionamento de uma represa, desde a nascente até a geração de energia.

PV2_4176

foto: Samira Gasparini

O “Robô Gari”, construído por alunos de escolas da Prefeitura, ensina como fazer a separação do lixo. A reciclagem está presente em diversos estandes e os visitantes podem aprender como fazer papel reciclado, decupagem em caixa de madeira e brinquedos de material reaproveitado.

A Feira do Verde também está cheia de orientações sobre emergências ambientais. Os visitantes recebem explicações e materiais sobre o que fazer em casos de incêndios em florestas, maus tratos e comercialização de animais silvestres.

Quem visitar a feira também vai encontrar arte. O museu nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) mostra a Paleoarte, que reconstroi animais extintos. A técnica mistura escultura e pintura para dar vida a animais da pré-história.

Leia mais.

Os visitantes da II Mostra Científica-Ambiental-Cultural de Vitória, que está sendo realizada na Feira do Verde, estão conhecendo de perto os projetos realizados pelos estudantes da rede municipal. Cerca de 20 mil pessoas passam por dia no local do evento. A Mostra envolve 38 unidades de ensino, que expõem seus trabalhos em três diferentes temas: Ética e Cidadania, Diversidade Cultural e Questões Ambientais.

II Mostra Científica-Ambiental-Cultural_SG (46)

foto: Samira Gasparini

Os alunos do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Luiza Pereira Muniz Corrêa ensinam como materiais reciclados podem se transformar em bonecos decorativos. Em outro espaço, uma múmia egípcia cheia de adereços, cercada por “barras de ouro”, chama a atenção do público.

O projeto Circo e Horta na Escola, do Cmei Maria Nazareth Menegueli, traz um exemplo de diversão e alimentação de qualidade. Ainda sobre questões ambientais, um quadro ilustrativo, elaborado por estudantes, conta a história de diferentes espécies da baleia.

A II Mostra Científica Ambiental Cultural de Vitória vai até este domingo (15), junto à Feira do Verde, na Praça do Papa. O horário de visitação é de 9h às 21h. No domingo, o encerramento será às 18h. A entrada é gratuita.

Leia mais.

Mais fotos no Flickr da Prefeitura.

Twitter da Prefeitura

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Flickr da Prefeitura

marca do prêmio