You are currently browsing the tag archive for the ‘Feira do Verde 2009’ tag.

Discussões, sugestões e conscientização para o uso racional da água e preservação das bacias hidrográficas. Esse foi o principal resultado da XX Feira do Verde. Por lá, passaram mais de 200 mil pessoas que aprenderam sobre a importância dos rios, em especial o Santa Maria da Vitória e Jucu, que abastecem a Grande Vitória.

foto: Samira Gasparini

A Feira terminou no último domingo (15) na Praça do Papa após mais de 80 horas de palestras, debates e seminários, que chamaram a atenção para a situação dos rios e suas nascentes com o tema Bacias Hidrográficas: O Reino das Águas. Nos mais de 11 mil metros quadrados de área montada, destaque para o estande da Prefeitura de Vitória, o mais visitado por crianças e adultos encantados com um túnel que mostrava todo o percurso do rio Santa Maria, com a utilização de painéis, além de uma foto aérea gigantesca de todo o município gravada no chão, onde as pessoas, hipnotizadas, procuravam pontos conhecidos da Capital.

Durante a Feira, foi entregue ainda o 14º Prêmio Tião Sá que reconheceu pesquisas e projetos na área ambiental. O secretário de Meio Ambiente de Vitória, Roberto Valentim, destacou que a feira, além de discutir os grandes temas voltados para a preservação das bacias, conseguiu despertar nas pessoas a consciência pela preservação e manutenção da água no dia a dia.

Leia mais.

seminário

foto: Samira Gasparini

Debater experiências que vêm dando certo na área de meio ambiente foi o foco da manhã deste sábado (14), no auditório Rio Jucu, na XX Feira do Verde.

 

A discussão fez parte do III Seminário Educação Ambiental em Áreas de Manguezal, que contou com a participação de representante de três municípios do Estado: Vitória, Vila Velha e Conceição da Barra.

 

O primeiro a apresentar ações que beneficiam a área do manguezal, foi o consultor técnico da Prefeitura de Conceição da Barra, Josué Michels. Entre os problemas levantados por ele estão a ocupação desordenada em região de manguezal e as espécies invasoras da área como as castanheiras. 

 

Michels apresentou as ações que estão e estarão sendo desenvolvidas pela Secretaria de Meio Ambiente de Conceição da Barra, como a criação de ciclovias, educação personalizada, respeitando a cultura da região, criação de ciclovias e limpeza do mangue.

 

As experiências em educação ambiental em Vitória foram apresentadas por pedagogas de duas escolas do município, uma pública e outra privada, que vem trabalhando em conjunto com a Secretaria de Meio Ambiente.

 

A escola de ensino fundamental Ronaldo Soares, em Resistência, apresentou o projeto “Mãe D’água, que motiva os alunos a amarem seu planeta e a desenvolverem o conceito do meio ambiente de forma generalizada.

 

Leia mais.

Vitória vai ficar mais bonita, e ainda vai ampliar sua atuação na área de educação ambiental. Tudo isso vai ser possível graças a uma parceria entre a Prefeitura de Vitória e o Instituto Roberto Kautsky para a criação de uma área dedicada às orquídeas.

A assinatura do termo de compromisso para a concretização desse espaço acontecerá neste sábado (14), às 14h, na Feira do Verde, no auditório Rio Santa Maria. Participam da solenidade o prefeito da cidade, João Coser, e o naturalista Roberto Anselmo Kautsky. O Portal das Orquídeas, como será chamado, ficará no Parque Pedra da Cebola e será reservado à exposição permanente de exemplares das diversas variedades de orquídeas encontradas nas florestas capixabas.

orquídeas

foto: Samira Gasparini

O espaço ainda receberá a apresentação de acervos relacionados, realização de encontros e conferências, além da promoção de publicações e outros produtos que resultem na valorização do patrimônio natural e cultural do Espírito Santo.

Fundado em agosto de 2003, o Instituto Roberto Kautsky tem o objetivo de desenvolver ações de recuperação e preservação do meio ambiente, inspiradas na história e no trabalho do naturalista Roberto Anselmo Kautsky. O instituto localiza-se no município de Domingos Martins, na região serrana do Estado, onde Kautsky transfomou seu sítio numa reserva natural, onde protege as plantas e os bichos da Mata Atlântica, mantendo-o aberto a visitação.

Leia mais.

A enorme estrutura montada na Praça do Papa, para abrigar a XX Feira do Verde de Vitória, impressiona pelo tamanho e, mais ainda, pelas atrações espalhadas pelos mais de 11 mil metros quadrados de área projetada e decorada.
Os estandes públicos e privados se engajaram em atrações e ornamentações que renderam muitas surpresas aos visitantes. A quantidade de atrações fez com que muitos deles retornassem à feira mais de uma vez.

14

foto: Marcos Salles

O escritor e professor de yoga, Duda Guanaciam, foi na última quinta-feira ao evento, levando a esposa, a filha e o sobrinho e, ao chegar, se surpreenderam com as atrações. “Não imaginava que seria tão interativo. Sempre acompanhamos as edições da Feira do Verde e, nesse ano, a Prefeitura se superou, pois a estrutura está belíssima, assim como as atrações. Teremos que voltar para terminar de curtir a programação”, disse o escritor, enquanto fotografava a filha e o sobrinho em cima da imagem área de Vitória, aplicada no piso do estande da prefeitura da Capital.

E lá estava o escritor, novamente, acompanhado da família. “Tentei deixar para virmos no final de semana, mas não teve jeito, tivemos que trazer as crianças nesta sexta e, certamente, voltaremos amanhã e depois”, disse a esposa Andressa Guanaciam.

Além das famílias, muitos jovens também estão fazendo da Feira um ponto de encontro entre amigos. Vários grupos têm se reunido durante o evento. Rodeados pelo clima de natureza e preservação ambiental, o meio ambiente não poderia ficar de fora das rodas de bate-papo.

Leia mais.

A XX Feira do Verde vai até domingo (15) e programação é o que não falta. Além dos seminários e da II Mostra Científica-Ambiental-Cultural, os estandes estão cheios de informações para os visitantes. São vários os artifícios usados para mostrar que o problema da água é o grande desafio do século XXI.

Um exemplo é uma maquete gigante que retrata o tema da feira: Bacias Hidrográficas: O Reino das Águas, e mostra o funcionamento de uma represa, desde a nascente até a geração de energia.

PV2_4176

foto: Samira Gasparini

O “Robô Gari”, construído por alunos de escolas da Prefeitura, ensina como fazer a separação do lixo. A reciclagem está presente em diversos estandes e os visitantes podem aprender como fazer papel reciclado, decupagem em caixa de madeira e brinquedos de material reaproveitado.

A Feira do Verde também está cheia de orientações sobre emergências ambientais. Os visitantes recebem explicações e materiais sobre o que fazer em casos de incêndios em florestas, maus tratos e comercialização de animais silvestres.

Quem visitar a feira também vai encontrar arte. O museu nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) mostra a Paleoarte, que reconstroi animais extintos. A técnica mistura escultura e pintura para dar vida a animais da pré-história.

Leia mais.

A Feira do Verde teve, nesta quinta-feira (12), sua noite de glamour com a entrega do Prêmio Tião Sá. Entre os vencedores, ideias bem elaboradas que se destacaram pelas formas encontradas para a preservação do meio ambiente.

O primeiro lugar na categoria Pesquisa Ambiental foi o trabalho Desempenho Ambiental em unidade de saúde na cidade de Vitória: Ensaio projetual e recomendações para certificação, de Liliam da Silva Araujo e João Luiz Calmon Nogueira da Gama.

Já na categoria Educação Ambiental o vencedor foi o projeto Aproveitamento da água das chuvas: subsídios para práticas docentes em educação ambiental, de Idelvon da Silva Poubel e Iorrany Assis Herculino.

Segundo os professores que apresentaram o trabalho vencedor, “a ideia é simples, mas tem seu papel social e educacional. Alcançamos nossos objetivos.”

Os vencedores receberam o Troféu Biodiversidade, criado pelo artista plástico e bailarino, Magno Godoy, diploma e o valor de aproximadamente R$ 4.500,00. O Prêmio Tião Sá foi criado pela Prefeitura de Vitória, por meio da Secretara de Meio Ambiente (Semmam), para incentivar a pesquisa e a educação Ambiental. Para participar, bastava ter realizado algum trabalho que possa gerar resultados de utilidade pública.

Confira a lista completa dos vencedores.

Leia mais.

Vários estandes da Feira do Verde prepararam atrações específicas para o público infantil, com jogos, exposições e brindes para incentivar a criançada na ação de preservação ambiental. No estande da Prefeitura de Vitória, as crianças podem passar por um túnel que representa o fluxo dos rios e traz fotos e informações sobre as bacias hidrográficas do Jucu e do Santa Maria da Vitória.

Já no espaço da II Mostra Científica-Ambiental-Cultura, montada pela Secretaria Municipal de Educação, o público infantil também pode se familiarizar com temas como robótica, brincar de xadrez gigante e conhecer culturas e hábitos de vários povos e continentes. Uma maquete, ainda, da obra da artista plástica Ângela Gomes pode ser vista. A miniatura foi criada pelos alunos do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Jacynta Ferreira de Souza Simões.

A artista plástica esteve na mostra e bateu um papo com a criançada. Samira Gasparini Ainda no espaço da Mostra, também tem um arco gigante para fazer bolhas de sabão a partir da baba de quiabo Samira Gasparini A artista plástica Ângela Gomes esteve na mostra e bateu um papo com a criançada Ainda no espaço da Mostra, também tem um arco gigante para fazer bolhas de sabão a partir da baba de quiabo. Os visitantes que forem à Mostra ganham lápis de cor e revistinhas para colorir.

O estande da Secretaria Municipal de Serviços também está encantando as crianças com um passeio climatizado cheio de dicas de sustentabilidade. Aves Duas aves exóticas – um falcão de

Feira do Verde 2009_Atividades para crianças_SG (9)

foto: Samira Gasparini

coleira e um carcará – chamam a atenção de quem passa pelo estande da organização Amar (Ave da Mata Atlântica Reabilitada). O público infantil tem a oportunidade de ver os animais bem de perto. Já no estande da Cesan, os visitantes podem ver ambientes sustentáveis e não sustentáveis numa trilha e assistir filmes.

Leia mais.

Feira do Verde 2009_Repórter Verde_SG (5)

foto: Samira Gasparini

Aproveitando o espaço de experimentação que a Feira do Verde proporciona ao público, os alunos do projeto Atitude Jovem realizam pelo segundo ano consecutivo a documentação e produção de informações sobre o evento. O trabalho recebe o nome de Repórter Verde.

O Atitude, um dos braços do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci) é vinculado à Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), e está repetindo a experiência do ano passado, quando frequentadores do Centro de Referência da Juventude (CRJ) experimentaram ser repórteres, cinegrafistas e produtores para uma cobertura alternativa do evento.

No total, cerca de 20 adolescentes e jovens de 15 a 24 anos percorrerão, até esta sexta-feira (13),

Feira do Verde 2009_Repórter Verde_SG

foto: Samira Gasparini

as atividades vespertinas da Feira. Para isso, eles passaram por oficinas de teatro, vídeo ou fotografia. Separados em grupos de, no máximo, quatrojovens e um monitor, eles entrevistam expositores, autoridades, professores e alunos, acompanharam as atividades culturais e as palestras dos dois auditórios. O resultado pode ser visto no blog do Repórter Verde.

Apenas no primeiro dia, foram finalizadas três videoreportagens, além de uma diversificada galeria de fotos. A expectativa é que mais seis reportagens e duas galerias sejam publicadas. No total, cerca de 20 adolescentes e jovens de 15 a 24 anos percorrerão, até esta sexta-feira (13), as atividades vespertinas da Feira.

Leia mais.

A mesa-redonda Retrospectiva e atuação das políticas públicas de educação ambiental, realizada na tarde desta quarta-feira (11), contou com a participação de integrantes do Ministério da Educação (Mec), governos municipal e estadual e órgãos e instituições ambientais capixabas.

Um dos pontos altos da mesa foram as discussões em torno da educação ambiental aplicada no município de Vitória. A plateia pode conhecer as ações adotadas pelo município para promover a educação e a conscientização em torno da natureza.

“Uma cidade como a nossa, abençoada pela natureza, não poderia mesmo deixar de lado essa questão. Temos o dever de formar cidadãos conscientes do seu papel diante de um mundo que necessita alcançar a sustentabilidade socioeconômica”, disse a analista de meio ambiente Carla Chagas.

De acordo com a bióloga da Secretaria de Meio Ambiente de Vitória (Semmam), Andressa Lemos, desde 1986 a capital aplica recursos para educar e orienta os moradores quanto ao que se pode fazer para a melhoria do nosso ecossistema e, consequentemente, da qualidade de vida de todos.

Auditório Rio Jucu_Política Municipal de Educação Ambiental_Andressa Lemos_SG (1)

foto: Samira Gasparini

Os palestrantes, entre eles a representante do Ministário da Educação (Mec) no Estado para questões de educação ambiental, Camila Tolosa, reforçaram a necessidade de envolvimento de todos os setores da sociedade em torno do tema.

Ao apresentar o projeto “Vamos Cuidar do Brasil”, Camila mostrou como a sustentabilidade pode ser ilustrada e aplicada, diariamente, no cotidiano das pessoas. Um exemplo é a implementação do ensino sustentável na rede pública de escolas. Uma escola construída e ambientada em torno do tema – com muitas áreas verdes, materiais reciclados, hortas ou jardins cultivados tanto pelos funcionários quanto pelos alunos – reforça a ideia na formação da personalidade, dos costumes e dos conceitos de cada cidadão, principalmente das futuras gerações.

Leia mais.

PV2_3809

foto: Samira Gasparini

O estande da Prefeitura de Vitória, que está localizado na entrada principal da Feira do Verde, na Praça do Papa, é um dos grandes destaques do evento, não somente por ser o maior, com 336 m², mas também pela ludicidade adotada para tratar de um tema tão importante que é a relação da cidade e seus habitantes com os rios que a cercam.

Quem olha o estande de longe, logo se pergunta: o que as pessoas tanto olham para o chão? Logo na entrada está a resposta: uma gigantesca fotografia aérea da cidade, captada por satélite, está instalada no chão. A sensação que se tem é de estar sobrevoando a capital sem deixar escapar nenhum detalhe.

A reação das pessoas é de surpresa e, imediatamente, começam a reconhecer os pontos da cidade. O projeto do estande foi idealizado pela Secretaria de Comunicação e desenvolvido por diversos profissionais de publicidade, design, jornalismo, videomakers, fotografia, arquitetura e engenharia.

De acordo com a Secretária de Comunicação, Ruth Reis, o estande procura despertar o interesse

Feira do Verde 2009_SG (1)

foto: Samira Gasparini

pelo tema central da feira e mostrar como uma cidade que é consumidora de água pode contribuir para a preservação dos rios que a abastecem, realizando obras importantes que resultam na melhoria da qualidade ambiental e da qualidade de vida dos seus moradores.

No estande também é enfatizada a ideia de que todos têm responsabilidade com o meio ambiente e podem, com sua ação individual, contribuir para o benefício de todos.

Leia mais.

Twitter da Prefeitura

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Flickr da Prefeitura

marca do prêmio