You are currently browsing the tag archive for the ‘Feira do Verde’ tag.

Mais fotos no Flickr da Prefeitura.

Anúncios

Mais fotos no Flickr da Prefeitura.

A XX Feira do Verde termina neste domingo (15) e, em seu último dia, o evento traz ao público uma programação especial, voltada a todos os públicos e, principalmente, às famílias capixabas e turistas.

Para quem busca informação aliada ao debate e ao conhecimento, das 9h às 16h o auditório Rio Santa Maria da Vitória abre suas portas para representantes de todas as regiões do Estado, na mesa-redonda “Os Comitês de Bacias do ES – problemas e soluções para a gestão democrática e sustentável”.

Participam dessa mesa comitês de bacias hidrográficas de diversas partes do território capixaba, como as bacias dos rios São José, Rio Itaúnas e Guandu, Santa Maria do Doce, entre outros. No espaço anexo, vídeos e documentários prometem chamar a atenção de cinéfilos e admiradores da “sétima arte”.

teatro2

foto: Samira Gasparini

Das 9h às 15h o auditório Rio Jucu apresenta os vídeos ambientais “Ibio Diversidade” e “Arte Evidência”. Há também a exibição do documentário “Jacarezinho” e, como encerramento, a palestra “Evolução das comunicações e o lixo eletrônico”, ministrada pelo Museu do Telefone.

Enquanto isso, no agitado Espaço Tenda, nada menos do que oito atrações fecham com “chave de ouro” o último dia da Feira. A partir de 9h até 15h25 estão programadas diversas apresentações, entre elas o divertido “Espetáculo Circense”, marcado para acontecer em dois horários, às 10h e as 14h45.

Você sabia que a Praça dos Desejos foi o primeiro lugar a receber a Feira do Verde em setembro de 1990, com apenas algumas barracas e apresentações culturais?

As histórias, temas e modificações pelas quais passaram a Feira do Verde, que está em sua vigésima edição e foi criada pela Lei Municipal 3.664/90, podem ser conferidas de perto por quem for ao evento montado na Praça do Papa.

Da segunda a sétima edição, a Feira do Verde foi realizada na Praça dos Desejos, sempre buscando a inovação. No quarto ano, tema central foi “Educação é qualidade de vida”. No ano seguinte, em 1993, o tema foi “Tem verde na praça, o evento apresenta exposição de plantas”.

Em 1995, o tema da Feira era “A cidade fica bem de verde”. No ano seguinte (1996), o evento que começava sempre em setembro, passou a ser realizado em novembro, abordando a vida no manguezal. A oitava edição da Feira do Verde deixa a Praça dos Desejos e vai ser apresentada no Parque Pedra da Cebola, uma vez que o público vinha crescendo muitos nas últimas edições. 

Na nona Feira do Verde, o evento inclui em sua programação cursos, uma galeria dos prêmios Tião Sá e paisagismo. O controle ambiental é o tema da décima edição, buscando unir o homem e a natureza. “Não dá para ver a cidade sem meio ambiente”. Com esse tema é aberta, em setembro de 2000, a 11ª Feira do Verde. No ano seguinte, o evento recebe o II Encontro de Educação Ambiental na área de Manguezal. 

Em 2002, a Feira ganha status nacional, com participação de expositores de todo o país e seu tema é “Saneamento Ambiental”. A 14ª edição traz a preocupação com água. Comemorando 15 anos de realizações, a Feira do Verde traz o tema “Construindo um futuro saudável”. E, no ano seguinte, “a responsabilidade de todos pela consciência ambiental” é a marca da 16ª edição. 

Acompanhando o debate internacional sobre o clima, a 17ª Feira do Verde vem com o tem “Mudanças climáticas: somos todos responsáveis”. Aos 18 anos de vida, o evento discute com a população o seguinte tema “Fazendo um planeta melhor para todos é tarefa de cada um, discutindo como ter um consumo consciente.

A feira muda de lugar e de mês (novembro) novamente e, pela primeira vez, é realizada na Praça do Papa, com um espaço maior para os estandes. A 19ª edição traz a seguinte discussão: “Mudanças climáticas: somos todos responsáveis. Se a gente não mudar é a natureza que muda”.

estande

foto: Samira Gasparini

O sábado de céu claro e muito sol não foi empecilho para que a XX Feira do Verde ficasse cheia.

Desde cedo o movimento foi intenso e o que pode-se notar foi a presença de pais com crianças bem pequenas, de dois e três anos, visitando os estandes da Feira e participando das várias atividades. Alguns alunos também estavam presentes com as professoras.

Entre as atrações que mais chamaram a atenção dos pequeninos estavam o globo terrestre, apresentações teatrais, e os desenhos animados exibidos na sala de cinema. Quem ainda não foi à Feira do Verde poderá ir até este domingo (15), último dia do evento.

teatro

foto: Samira Gasparini

Na programação haverá apresentação de vídeos ambientais, documentários e palestras, como a da Evolução das comunicações e o lixo eletrônico (15 horas). A entrada é gratuita.

untitled

foto: Samira Gasparini

Conciliar a gestão do trânsito com a política de preservação do meio ambiental. Esse é o propósito do uso de semáforosde LED, pela Prefeitura de Vitória, na sinalização da cidade. O equipamento, que possibilita economia de energia, está sendo apresentado na Feira do Verde, no estande da Secretaria de Transportes e Infraestrutura de Vitória (Setran) e chama a atenção dos visitantes.

Em Vitória, 33 semáforos de LED já foram instalados até o momento, em substituição aos mais antigos. Uma das vantagens é a economia de energia, que pode chegar a 90% em relação ao sistema utilizado até então. Outra vantagem está relacionada à segurança no transito. Os novos semáforos são mais visíveis a qualquer hora do dia.

 Leia mais.

Mais fotos no Flickr da Prefeitura.

Os visitantes da II Mostra Científica-Ambiental-Cultural de Vitória, que está sendo realizada na Feira do Verde, estão conhecendo de perto os projetos realizados pelos estudantes da rede municipal. Cerca de 20 mil pessoas passam por dia no local do evento. A Mostra envolve 38 unidades de ensino, que expõem seus trabalhos em três diferentes temas: Ética e Cidadania, Diversidade Cultural e Questões Ambientais.

II Mostra Científica-Ambiental-Cultural_SG (46)

foto: Samira Gasparini

Os alunos do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Luiza Pereira Muniz Corrêa ensinam como materiais reciclados podem se transformar em bonecos decorativos. Em outro espaço, uma múmia egípcia cheia de adereços, cercada por “barras de ouro”, chama a atenção do público.

O projeto Circo e Horta na Escola, do Cmei Maria Nazareth Menegueli, traz um exemplo de diversão e alimentação de qualidade. Ainda sobre questões ambientais, um quadro ilustrativo, elaborado por estudantes, conta a história de diferentes espécies da baleia.

A II Mostra Científica Ambiental Cultural de Vitória vai até este domingo (15), junto à Feira do Verde, na Praça do Papa. O horário de visitação é de 9h às 21h. No domingo, o encerramento será às 18h. A entrada é gratuita.

Leia mais.

Show Moxuara na Praca do Papa_MS (23)

foto: Marcos Salles

Muita música e teatro prometem agitar o último dia de programação cultural da XX Feira do Verde neste sábado (14), na Praça do Papa, na Enseada do Suá.

Neste sábado, a programação começa às 16h, com a peça teatral O Belo e as Feras. Às 18h, a música retorna com a animação da Banda de Congo Panela de Barro. Às 20h30, encerrando a programação cultural, show com o Grupo Moxuara, já com 18 anos de estrada.

Engajados na luta em prol da boa convivência do ser humano com o meio ambiente, o grupo apresenta canções que falam da cidade, do campo e de sua gente com seus sentimentos, hábitos e valores.

O mais recente trabalho do Moxuara, Tempo de Colher, traz melodias e arranjos que ornamentam vários temas sociais e mostra que é possível se urbanizar sem perder a raiz e amadurecer sem perder a identidade.

Mais fotos no Flickr da Prefeitura.

Twitter da Prefeitura

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Flickr da Prefeitura

marca do prêmio