You are currently browsing the tag archive for the ‘meio ambiente’ tag.

Kautsky.

foto: Samira Gasparini

A Feira do Verde foi palco para a confirmação de uma importante parceria entre a Prefeitura de Vitória e o Instituto Roberto Kautsky.

Na tarde do sábado (14), o prefeito de Vitória, João Coser, e o diretor-presidente da entidade, Laerte Ferreira Damasceno, assinaram o protocolo de intenções para a criação do Portal das Orquídeas. O espaço ficará no Parque Pedra da Cebola e deixará a Capital ainda mais bonita.

O principal objetivo do Portal das Orquídeas é ampliar a atuação da Prefeitura na área de educação ambiental. O espaço contará com uma exposição permanente de exemplares das diversas variedades de orquídeas encontradas nas florestas capixabas.

A área ainda receberá a apresentação de acervos relacionados, realização de encontros e conferências, além da promoção de publicações e outros produtos que resultem na valorização do patrimônio natural e cultural do Espírito Santo.

A secretária municipal de Comunicação, Ruth Reis, afirmou que a prefitura espera construir, a partir desse projeto, uma série de articulações com os municípios parceiros de Vitória. “A orquídea é uma referência simbólica de nosso Estado que vai colaborar tanto no campo da preservação ambiental tanto no desenvolvimento de uma série de ações que tem ligação também com o turismo ecológico e com o conhecimento científico aqui produzido”.

Segundo o diretor-presidente do Instituto, Domingos Martins é uma das mariores biodiversidades do país com aproximadamente 850 espécies de orquídeas, das quais 120 foram descritas por Roberto Kautsky. Ele destacou um grande desafio proposto com o protocolo que é “trazer para Pedra da Cebola espécies que estão, em sua maioria, em extinção”.

O prefeito de Vitória afirmou ser uma honra para a cidade receber parte do acervo do Instituto.”Vamos fazer aqui uma exposição que retrata os muitos anos de trabalho e pesquisa de Roberto Kautsky. Queremos com o espaço, divulgar as potencialidades turisticas do nosso Estado e, ainda, preservar nossas tradições naturais e culturais”.

O prefeito lembrou que outras pessoas já tiveram a intenção de criar um espaço como este em Vitória, mas não obtiveram sucesso. “Agora temos a tarefa de de tornar-lo uma realidade. É um desafio, mas também um privilégio desempenharmos essa missão”, ressaltou.

Anúncios

Mais fotos no Flickr da Prefeitura.

A XX Feira do Verde termina neste domingo (15) e, em seu último dia, o evento traz ao público uma programação especial, voltada a todos os públicos e, principalmente, às famílias capixabas e turistas.

Para quem busca informação aliada ao debate e ao conhecimento, das 9h às 16h o auditório Rio Santa Maria da Vitória abre suas portas para representantes de todas as regiões do Estado, na mesa-redonda “Os Comitês de Bacias do ES – problemas e soluções para a gestão democrática e sustentável”.

Participam dessa mesa comitês de bacias hidrográficas de diversas partes do território capixaba, como as bacias dos rios São José, Rio Itaúnas e Guandu, Santa Maria do Doce, entre outros. No espaço anexo, vídeos e documentários prometem chamar a atenção de cinéfilos e admiradores da “sétima arte”.

teatro2

foto: Samira Gasparini

Das 9h às 15h o auditório Rio Jucu apresenta os vídeos ambientais “Ibio Diversidade” e “Arte Evidência”. Há também a exibição do documentário “Jacarezinho” e, como encerramento, a palestra “Evolução das comunicações e o lixo eletrônico”, ministrada pelo Museu do Telefone.

Enquanto isso, no agitado Espaço Tenda, nada menos do que oito atrações fecham com “chave de ouro” o último dia da Feira. A partir de 9h até 15h25 estão programadas diversas apresentações, entre elas o divertido “Espetáculo Circense”, marcado para acontecer em dois horários, às 10h e as 14h45.

seminário

foto: Samira Gasparini

Debater experiências que vêm dando certo na área de meio ambiente foi o foco da manhã deste sábado (14), no auditório Rio Jucu, na XX Feira do Verde.

 

A discussão fez parte do III Seminário Educação Ambiental em Áreas de Manguezal, que contou com a participação de representante de três municípios do Estado: Vitória, Vila Velha e Conceição da Barra.

 

O primeiro a apresentar ações que beneficiam a área do manguezal, foi o consultor técnico da Prefeitura de Conceição da Barra, Josué Michels. Entre os problemas levantados por ele estão a ocupação desordenada em região de manguezal e as espécies invasoras da área como as castanheiras. 

 

Michels apresentou as ações que estão e estarão sendo desenvolvidas pela Secretaria de Meio Ambiente de Conceição da Barra, como a criação de ciclovias, educação personalizada, respeitando a cultura da região, criação de ciclovias e limpeza do mangue.

 

As experiências em educação ambiental em Vitória foram apresentadas por pedagogas de duas escolas do município, uma pública e outra privada, que vem trabalhando em conjunto com a Secretaria de Meio Ambiente.

 

A escola de ensino fundamental Ronaldo Soares, em Resistência, apresentou o projeto “Mãe D’água, que motiva os alunos a amarem seu planeta e a desenvolverem o conceito do meio ambiente de forma generalizada.

 

Leia mais.

O sábado de céu claro e muito sol não foi empecilho para que a XX Feira do Verde ficasse cheia.

Desde cedo o movimento foi intenso e o que pode-se notar foi a presença de pais com crianças bem pequenas, de dois e três anos, visitando os estandes da Feira e participando das várias atividades. Alguns alunos também estavam presentes com as professoras.

Entre as atrações que mais chamaram a atenção dos pequeninos estavam o globo terrestre, apresentações teatrais, e os desenhos animados exibidos na sala de cinema. Quem ainda não foi à Feira do Verde poderá ir até este domingo (15), último dia do evento.

teatro

foto: Samira Gasparini

Na programação haverá apresentação de vídeos ambientais, documentários e palestras, como a da Evolução das comunicações e o lixo eletrônico (15 horas). A entrada é gratuita.

A enorme estrutura montada na Praça do Papa, para abrigar a XX Feira do Verde de Vitória, impressiona pelo tamanho e, mais ainda, pelas atrações espalhadas pelos mais de 11 mil metros quadrados de área projetada e decorada.
Os estandes públicos e privados se engajaram em atrações e ornamentações que renderam muitas surpresas aos visitantes. A quantidade de atrações fez com que muitos deles retornassem à feira mais de uma vez.

14

foto: Marcos Salles

O escritor e professor de yoga, Duda Guanaciam, foi na última quinta-feira ao evento, levando a esposa, a filha e o sobrinho e, ao chegar, se surpreenderam com as atrações. “Não imaginava que seria tão interativo. Sempre acompanhamos as edições da Feira do Verde e, nesse ano, a Prefeitura se superou, pois a estrutura está belíssima, assim como as atrações. Teremos que voltar para terminar de curtir a programação”, disse o escritor, enquanto fotografava a filha e o sobrinho em cima da imagem área de Vitória, aplicada no piso do estande da prefeitura da Capital.

E lá estava o escritor, novamente, acompanhado da família. “Tentei deixar para virmos no final de semana, mas não teve jeito, tivemos que trazer as crianças nesta sexta e, certamente, voltaremos amanhã e depois”, disse a esposa Andressa Guanaciam.

Além das famílias, muitos jovens também estão fazendo da Feira um ponto de encontro entre amigos. Vários grupos têm se reunido durante o evento. Rodeados pelo clima de natureza e preservação ambiental, o meio ambiente não poderia ficar de fora das rodas de bate-papo.

Leia mais.

Mais fotos no Flickr da Prefeitura.

A XX Feira do Verde vai até domingo (15) e programação é o que não falta. Além dos seminários e da II Mostra Científica-Ambiental-Cultural, os estandes estão cheios de informações para os visitantes. São vários os artifícios usados para mostrar que o problema da água é o grande desafio do século XXI.

Um exemplo é uma maquete gigante que retrata o tema da feira: Bacias Hidrográficas: O Reino das Águas, e mostra o funcionamento de uma represa, desde a nascente até a geração de energia.

PV2_4176

foto: Samira Gasparini

O “Robô Gari”, construído por alunos de escolas da Prefeitura, ensina como fazer a separação do lixo. A reciclagem está presente em diversos estandes e os visitantes podem aprender como fazer papel reciclado, decupagem em caixa de madeira e brinquedos de material reaproveitado.

A Feira do Verde também está cheia de orientações sobre emergências ambientais. Os visitantes recebem explicações e materiais sobre o que fazer em casos de incêndios em florestas, maus tratos e comercialização de animais silvestres.

Quem visitar a feira também vai encontrar arte. O museu nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) mostra a Paleoarte, que reconstroi animais extintos. A técnica mistura escultura e pintura para dar vida a animais da pré-história.

Leia mais.

Mais fotos no Flickr da Prefeitura.

A Feira do Verde teve, nesta quinta-feira (12), sua noite de glamour com a entrega do Prêmio Tião Sá. Entre os vencedores, ideias bem elaboradas que se destacaram pelas formas encontradas para a preservação do meio ambiente.

O primeiro lugar na categoria Pesquisa Ambiental foi o trabalho Desempenho Ambiental em unidade de saúde na cidade de Vitória: Ensaio projetual e recomendações para certificação, de Liliam da Silva Araujo e João Luiz Calmon Nogueira da Gama.

Já na categoria Educação Ambiental o vencedor foi o projeto Aproveitamento da água das chuvas: subsídios para práticas docentes em educação ambiental, de Idelvon da Silva Poubel e Iorrany Assis Herculino.

Segundo os professores que apresentaram o trabalho vencedor, “a ideia é simples, mas tem seu papel social e educacional. Alcançamos nossos objetivos.”

Os vencedores receberam o Troféu Biodiversidade, criado pelo artista plástico e bailarino, Magno Godoy, diploma e o valor de aproximadamente R$ 4.500,00. O Prêmio Tião Sá foi criado pela Prefeitura de Vitória, por meio da Secretara de Meio Ambiente (Semmam), para incentivar a pesquisa e a educação Ambiental. Para participar, bastava ter realizado algum trabalho que possa gerar resultados de utilidade pública.

Confira a lista completa dos vencedores.

Leia mais.

Twitter da Prefeitura

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Flickr da Prefeitura

marca do prêmio